Arquivo da categoria: Lugares

Another weekend out

Mesmo com a correria do TCC é sempre bom arrumar um tempo pra tomar um ar, ver gente e conversar com os amigos, e esse final de semana não foi diferente, fomos dar uma volta na Oscar Freire (só pra variar um pouco) e aproveitar pra ver um pouco da Rino Mania já que a maioria está pelas redondezas.

RINO MANIA: Pra quem não ta sabendo, está rolando aqui em São Paulo no mês de setembro mais uma intervenção urbana pra divertir as ruas, o ponto de partida pra essa nova mania foi o  MuBE (Museu Brasileiro de Escultura).

Patrocinada pela Duratex em comemoração aos seus 60 anos, a exposição reunirá, durante um mês, 60 esculturas de rinocerontes pintadas por artistas, que participaram de uma seleção pública realizada na rede social Facebook. Foram selecionados 75 projetos dos 151 recebidos. Distribuídas em pontos estratégicos, a intenção é transformar o visual da cidade em uma savana urbana colorida, levando o inusitado da arte e sofisticação para o dia a dia da população.

Em sua maioria eles se encontram na região do centro com uma concentração maior da Oscar Freire e Av. Paulista. O mais bacana é que no final ocorrerá um leilão cujo todos os recursos serão destinados a projetos com foco em educação ambiental e preservação da vida selvagem (curti muito isso).

Quem quiser saber mais sobre os pontos exatos onde estão as peças da Rino Mania é só entrar no site.

 E como o passei continuou demos uma entrada na Havaianas pra ver o que tinha de novo (afinal sai um modelo novo por dia…) e porque a entrada da loja está incrivelmente convidativa.

Pra fechar o final de semana com chave de ouro depois de longas horas de TCC, nada como ir ao um barzinho pra relaxar, dar risada e ver a impressão das pessoas com o cabelo novo.

Final de semana com ozamigo

Tem coisa melhor do que passar o final de semana com os amigos? Pra mim é a melhor terapia, principalmente em tempos de TCC e afins (quem nunca passou por isso, corre, porque é TEMÇO isso mesmo com M e Ç rs.) E como o tempo de folga acabou #todoschora aproveitei literalmente meu ultimo sábado pra dar algumas risadas e tirar fotos, afinal foi pra isso o investimento na nova câmera neh *fingir que é fotógrafo* e tem modelo melhor que os próprios amigos?

E o final de semana começou na sexta com uma passadinha no Club Glória, que estava insuportavelmente lotado, mas deu pra divertir.

Glória

Sábado nada melhor que um jantarzinho gordo no Zé do Hamburguer com boas risadas, e uma pequena volta pelo centro de carro (só pra apreciar a vista neh Ivy e Fábio rs.)

Lanchonete

Faltaram pessoas, mas não se pode ter tudo!

Diário de Viagem: Buenos Aires – Dicas

Esse segundo post ia ser sobre as compras em Buenos Aires, porém ainda não consegui organizar meu tempo e preciso fotografar minhas aquisições pra dividir aqui, então vamos para algumas dicas de sobrevivência nas compras e depois passo as dicas das lojas.

Uma coisa tem que ficar bem clara, em Buenos Aires você tem que ficar de olho aberto, pois eles são bem espertos, eles já sabem da fama de gastador que o brasileiro tem, então nada de se deixar convencer pelos preços, pode pechinchar que você consegue preços bem melhores, principalmente das feiras de Palermo e San Telmo.

Mas vamos as dicas.

1- Moeda

Um dos probleminhas da chegada é fazer o câmbio pra saber quanto está gastando, mas em pouco tempo fica automática a conversão, você será praticamente uma calculadora ambulante (experiência própria ). Comparando a moeda brasileira o peso argentino tem uma cotação bem baixa, mas minha dica é acompanhe os valores na hora de compra o câmbio, eu consegui aqui por um preço ótimo, mas muitas das vezes o câmbio lá, vale muito mais a pena, na Calle Florida tem varias casas de câmbio, mas não esqueça de conferir todas as notas, assim como o real o peso tem ranhuras, então nada de receber aquelas notas lisas porque SÃO FALSAS e ninguém quer ter prejuízo.

2- O banco amigo

Uma coisa é importante, quem tem cartão internacional também pode fazer saque, e se você ficar apertado de grana é uma salvação, então não esqueça ao sair das terras tupiniquins de avisar seu banco pra desbloquear a função débito, ela pode te salvar de qualquer aperto, nos centros comerciais de Buenos Aires tem vários caixas eletronicos que fazem saques da bandeira visa.

3- Circuito de compras do hotel

Essa é a maior furada do mundo, corre deles e faça seu próprio circuito. Normalmente eles oferecem um passeio ‘grátis’ com um ‘guia’ pra te levar nas principais Outlet’s MENTIRA, essas são as faxadas para os turistas gastarem loucamente e pagarem o mesmo preço que encontramos procurando um pouco aqui, e nenhum pareceu outlet pra mim afinal tinhas numeros e estoque igual uma loja normal, outlet é aquele que tem só o em exposição e você tem que jogar com a sorte pra achar o modelo e o número certo (isso pode ser frustrante quando você encontra os modelos mais incríveis nas numerção de gigante, ¬¬ quem usa 45?).

O único lugar que encontrei realmente outlet’s por lá foi na Av. Córdoba, vale uma volta por la, a da adidas tem várias coisas SENSACIONAIS, o problema é que minha numeração não tinha nada de muito bacana.

4- Santo Tax Free

Já que estamos na Argentina, porque não comprar produtos nacionais? Por lá tem o Tax Free na compra desses produtos, quem não sabe o Tax Free é um sistema de devolução do imposto pago pelo turista (e nós adoramos isso ^^), só não vai PAGAR O MICO de pedir na loja da adidas o Tax Free, ele é só pra produtos fabricados na Argentina, quando você paga o vendedor tem que te entregar a guia já falando o valor que você recebe de volta, e pra receber é SIMPLES, na volta quando chegar no aeroporto você tem que passar em um guichê que valida as guias com as notas ficais (tem que passar por isso infelizmente) e depois você vai no guichê pra entregar as guias, onde vão somar todos os valores que você tem que receber ai é só entregar o cartão de crédito que em 72 duas horas você tem esse valor de bônus nele.

E claro eu dei preferência por comprar grande parte de produtos argentinos e adorei a quantia que voltou.

5- Couro

Uma coisa que vale a pena comprar por lá é o couro, lá você encontra de tudo em couro, com design incrível, e o mais importante por serem fabricados lá tem Tax Free, mas é claro que tem que procurar bastante pra achar com preço e qualidade boa, os melhores preços e qualidade encontrei nas lojas do bairro La Boca, mas acabei não trazendo por conta do tempo, eles ajustam na pro seu tamanho e entregam em 3 horas.

Por agora acho que é tudo pessoal, pra não ficar cansativo, no próximo vou falar das lojas que visitei e as aquisições feitas, separei alguns endereços que vocês devem conferir em uma ida a Buenos Aires.

Adidas

Av Cordoba, 4590

Achei várias coisas legais, principalmente tênis da coleção Star Wars, o problema era a numeração, como esse era realmente um outlet, só eram os produtos expostos.

Lacoste, Cacharel e Pinguim

Calle Gurruchaga, 830

Essas lojas ficam normalmente abarrotadas, eu conferi e tinha coisas bacanas, mas em si não comprei nada.

Levis

Av Cordoba, 4654

Tinha bastante calças por lá o preço estava descente, mas nada de incrível, e a numeração é difícil de achar.

Nike

Av. Cordoba 4599

Nada de barato, achei a outlet mais cara que a loja até, e tinha coisas da coleção nova, meio fail =/

Diário de viagem: Buenos Aires

Mesmo com a correria do dia a dia é sempre bom ter uma pausa pra descansar, colocar as coisas em ordem e curtir um pouco, o problema é encontrar um destino legal pra curtir, já que o tempo é curto, e na hora que decidi pensei logo em Buenos Aires, já conhecia e era a certeza de um lugar bacana, acessível e cheio de coisas pra fazer.

Pros viajantes de plantão e pros aspirantes a mochileiros Buenos Aires é uma ótima opção, afinal é baratinho, bacana, come-se bem, e você consegue fazer praticamente tudo andando (tem que ter fôlego).

A cidade é linda, assim como as porteñas/porteños, e a história de que brasileiro é tratado mal lá é lenda, esquece isso. É a escolha perfeita pra uma viagem internacional rápida e sem muitos gastos (vai da escolha de cada um) afinal é logo ali, em menos de 2 horas de vôo você ta lá e o melhor é a paradinha no Duty Free (estragos a parte no cartão rs.)

Bom esse diário vou fazer um resumo do que conheci nas minhas três visitas, porque por incrível que possa parecer não repeti lugares (tá só alguns rs.), e ainda vai ter um pouquinho do que conheci de Montevidéu.

 Bom vamos ao que interessa!

Pra quem está acostumado com a cidade funcionando (principalmente o comércio) 24h por dia, pode relaxar e dar uma pausa, os argentinos tem horários bem diferente do que estamos acostumado, as lojas para as tão desejadas compras começam a engrenar a partir do meio dia, então nada mais produtivo que programar para a parte da manhã os passeios culturais, e no meu primeiro dia o esquema foi justamente esse, acordei cedo coloquei um sapato confortável e pé na rua, a primeira parada foi o Jardim Botânico.

O Jardim Botânico fica na Avenida Santa Fé, 2.951 em Palermo Parques.

Comparado a outra visita que fiz, ele está em um super projeto de manutenção, vale a pena visitar e passar um tempo caminhando por entre as árvores (só cuidado pra não atropelar um gatinho, nunca vi uma concentração tão grande de gatos em um só lugar).

Fiquei péssimo em todas as fotos =/

De tudo o que se destaca são as estufas e um casarão de tijolos estilo inglês, lá você também encontra várias esculturas espalhadas.

Depois dei um pulinho no Zoológico (não sou muito fã, mas como estava do lado, o Jardim Botânico e o Zoológico estão separados uma avenida), pra quem vai com criança é um passeio bacana, tem bastante atividades pra elas.

O Zoológico fica na Plaza Itália em Palermo Parques.

A segunda parte do dia foi para começar a andanças nas lojas, mas isso vai ficar pro segundo post, pra não ficar muito grande nem cansativo.

%d blogueiros gostam disto: