Intuição…

Vira e mexe eu me assusto com algumas coisas.
Era uma vez um amigo querido que me disse que eu precisava desconfiar mais das coisas e pessoas. Claro, a gente ouve o conselho. A gente reflete. E concorda. Mas há posturas que só tomamos, ou conseguimos tomar, quando vemos a situação de conflito. Quando sentimos o horror da falta de lealdade. Meio bobo, meio juvenil isso. Mas, coisa que, certamente, vou levar para o resto da vida. Esse espanto com o que é tão mesquinho. Porém, mais uma vez, eu fico feliz pelos anjos que estão em minha vida e que não cansam de me mostrar o caminho.

Muitas vezes esquecemos que há coisas inexplicáveis, e que as pessoas não são iguais a nós. Pro bem e pro mal. E, ao dizer algo leviano, não pensamos. Dizemos sem filtro. Sem pensar que, por exemplo, para cada falta de lealdade, outra mão de um sentimento igualmente pouco nobre voltará para nós mesmos, tão venoso quanto as palavras levianas que proferimos sem pensar. Assim, simples, sem ninguém precisar fazer nada.

Há que se preocupar com o que se diz. As palavras são realmente fortes. Eu gosto das palavras. Mas cada vez menos. Eu gosto da intuição, cada vez mais bonita ao querer me contar segredos.

Anúncios

Sobre Gustavo Oliveira

22 anos, Publicitário, Mau-humorado, seco, sarcástico, cáustico, até brincalhão e simpático as vezes. Nem sempre.

Publicado em novembro 24, 2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: