Jogue ao vento…

O jeito mais fácil para uma pessoa se livrar do que sente, descartas os sentimentos ruins, deixar para trás tudo o que lhe faz mal é queimar o que está lhe fazendo mal e não deixar que isso o abata novamente, pegar a cinzas e deixar que o vento leve para longe todas as lembranças e sentimentos ruins. Uma defesa que as pessoas costumam utilizar e sempre dá certo, por um tempo, contanto que aquelas cinzas não sejam tocadas novamente.

Parece certo para nossa cabeça acabar com tudo. Conseguimos até enganar a nós mesmos, mas será que tudo aquilo que foi queimado pela sua mente não voltará a sujar seus pensamentos?

Ninguém sabe o motivo da falta de controle dos nossos sentimentos. Supõe-se que a vida seria tão mais fácil se pudéssemos escolher de quem gostar e amar. Ela teria uma razão diferente da que se tem hoje em dia, mas na verdade o importante a se pensar é se a vida teria a mesma graça que tem! Qual é o motivo de se apaixonar por aquele que queremos? As grandes batalhas de amor seriam perdidas.

A fascinação no campo do amor é o grande motivo para querermos nos apaixonar. Desde pequeno as histórias contadas uma a uma por nossos pais, amigos e familiares, nos fascinam. Você não vê a hora de crescer e se aventurar por esse caminho que sempre lhe trouxe deslumbre, devido às historias. Não são todos que encontram o caminho do amor cheio de flores, pois algumas pessoas só encontram espinhos. Esses caminhos são os mais severos e acabarão lhe machucando cada vez mais. Um arranhão atrás do outro e depois de pouco tempo, feridas e mais feridas.

O melhor jeito para não se machucar mais, aderir às defesas do organismo. Com tudo queimado, cinzas em seus lugares, mas o sentimento não deixou de existir e está apenas intocável.

Nunca vi como cinzas tão pequenas podem se incorporar tão rápido, em fração de segundos, a tudo aquilo que você achou que estava perdido, mas na verdade não está. O único problema que surge no momento é um só: o que fazer com cinzas?, Elas não podem ser requeimadas. Na verdade, elas precisam ser soltas.

Você à beira de um precipício decidido a se livrar de tudo aquilo que te angustia. O gesto é fácil: apenas abra o compartimento, seu coração, e deixe que a poeira de seu peito se espalhe pelo ar. Só feche seu coração quando souber que não existe mais nenhum resíduo ali dentro. Isso que você acaba de fazer irá adiantar para muita coisa, pois a cada momento que uma nova brisa bate em seu rosto, as cinzas estarão junto a ela e toda a história vivida será relembrada por alguns instantes, mas a grande dor que lhe apertava não será mais sentida, pois você não carrega mais o seu peso.

Anúncios

Sobre Gustavo Oliveira

22 anos, Publicitário, Mau-humorado, seco, sarcástico, cáustico, até brincalhão e simpático as vezes. Nem sempre.

Publicado em setembro 20, 2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: