Entrevista ao candidato

Gustavo Oliveira

Solteironas de plantão estão na busca por um namoradinho perfeito?

Então saiba que o seu príncipe encantado pode estar mais perto do que você imagina, talvez até ali, do outro lado da sala em que você está sentada agora, basta se dar oportunidades e olhar bem a sua volta. Se você anda paquerando um garoto e não sabe nada sobre ele, então está na hora de começar a pesquisar, sair um pouco do mundo imaginário e partir para a investigação e ver se vale investir no alvo escolhido. Claro que você não pode fazer uma entrevista de emprego com cada garoto que aparecer em sua frente, mas nada como dar um jeitinho e descobrir as coisas que ele gosta para, assim, você ver se vocês têm algo realmente em comum. Está na hora de você montar o Curriculum Vitae do pretendente.

As respostas básicas para qualquer relacionamento são: nome, idade e localidade, acha isso uma bobeira? Pode ter certeza que não é.

Vamos lá, o nome é fácil, basta você perguntar para conhecê-lo, ou até pergunta pra alguém em comum, nada de muito complicado até agora. Para um garoto, também não há problema algum em revelar a real idade e, para descobrir o lugar em que ele mora, acho que basta perguntar, tudo sem mistérios.

Deve ta pensando que sou meio louco por isso, na verdade isso é um fato, mas saber esses dados, são pontos fundamentais para o início de um relacionamento, imagina só se ele tem 30 anos e mora no Acre e, você, 16 e vive em São Paulo? Complicado hem!

Agora que já sabe o básico do alvo, como quem não quer nada fale do tempo, pergunte a hora e engate uma conversa, depois de algum tempo de conversa, comece a contar um pouco da sua vida, para ele se abrir e choramingar a dele também, assim você vai descobrir se ele estuda, trabalha, o que faz da vida, os gostos musicais e culinários, os lugares que costuma freqüentar, o tipo de garota que ele gosta e o que ele visa encontrar em um relacionamento. Claro que você não pode chegar perguntando sobre o tipo de meninas que o agrada, deixe isso para depois, quando vocês já tiverem um pouco mais de intimidade, mas saiba o ponto da intimidade para não tornar do futuro relacionamento em uma amizade.

Está na hora de conhecer as “experiências profissionais” do garoto, entenda como quiser kkk. Se vocês estudam juntos, trabalham, é bem provável que ele já ficou com alguma pessoa que você conheça. Libere um pouco do seu veneno, encarne a Carmem San Diego e tente entrar em contato com a garota para descobrir como o menino a tratava, se o beijo dele era bom (detalhe: gosto não se discute, ela pode ter odiado o beijo do menino e você pode achar que ele tem o melhor beijo do mundo) e os outros por menores do desempenho do rapaz não menos importantes. Claro que isso servirá só como um “extra” para o seu “conhecimento” sobre o garoto, não deixe que tudo o que essa “ex” disser influencie na sua escolha, afinal como já disse o gosto é totalmente subjetivo.

Quando você já tiver todos os dados do menino coletados, é hora tirar tudo da cabeça e botar o corpo para trabalhar. Agora é a hora da decisão. Fica ou não fica? Namora ou não namora? Aí, assim em como todos os empregos do mundo, é preciso fazer a ‘entrevista’ ou melhor a ‘dinâmica’. Se você já sabe um pouco sobre o menino e acha que ele não irá te magoar, contrate-o!

Anúncios

Sobre Gustavo Oliveira

22 anos, Publicitário, Mau-humorado, seco, sarcástico, cáustico, até brincalhão e simpático as vezes. Nem sempre.

Publicado em julho 28, 2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: