Amizades…

Quantas vezes você já parou para pensar sobre o valor da amizade?

Às vezes nos encontramos preocupados, tristes, ansiosos, em volta há situações complicadas que nos aflige, nos sentindo meio que perdidos, sem direção no meio da escuridão, mas somente o fato de conversarmos com um amigo, desabafando o que nos está no íntimo, já nos sentimos melhor, mesmo que as coisas permaneçam inalteradas, o simples fato de alguém que nos quer bem estar ouvindo todos seus tormentos nos conforta.

Quantas vezes são os amigos que nos fazem sorrir quando tínhamos vontade de chorar, mas a sua simples presença traz de volta o sol a brilhar em nossa vida, é engraçado como muitas vezes um olhar pode mudar seu dia, fazer seus problemas sumirem nem que seja por alguns minutos.

A simplicidade das brincadeiras pueris, da conversa informal, momentos de descontração que muitas vezes pode ser numa conversa rápida ao telefone, no vai e vem do dia ou da noite, no ambiente de trabalho ou de escola, enfim, em qualquer lugar a qualquer hora.

Entretanto, não existe só alegria, amor, felicidade nesta relação que como em qualquer outro relacionamento, passa por crises passageiras, por momentos intempestivos, abalos ocasionais que podem desestruturar a relação.

Ainda que tenhamos muito carinho pelo amigo em questão, às vezes por insegurança, por ciúme, por estarmos emocionalmente alterados ou nos sentindo pressionados, acabamos sendo injustos com ele e isso pode ser recíproco, mas devemos ficar atentos aos motivos que nos levam a esses desentendimentos, muitas vezes influências externas nos levam a ver coisas que não existe, então saiba diferenciar seus amigos de verdade dos que se mostram amigos.

Podemos comparar esse elo de amizade ao tempo que passa por alterações climáticas constantemente, mas é dessa forma que aprendemos a nos conhecer, compartilhar momentos, que se desenvolve uma amizade, pois não existe distância de tempo ou espaço que nos deixe longe dessa amizade muito menos conflitos que faça essa amizade diminuir, pois todas as experiências proporcionam um aprendizado que reforça os elos da amizade.

Diante do amigo somos nós mesmos, deixamos vir à tona nossos pensamentos a respeito das coisas, da vida, nos mostramos como verdadeiramente somos, sem vergonha ou pudor de qualquer coisa.

Há amigos que nos ensinam muito, nos fazem enxergar situações que às vezes não percebemos o seu real sentido, compartilham a sua experiência conosco, nos falam usando da verdade que buscamos encontrar.

São eles também que nos chamam a razão, chamando a nossa atenção quando agimos de modo contraditório, que nos dizem coisas que não queremos ouvir, aceitar, compreender, e mesmo assim tenta nos orientar.

Ao longo de nossa vida muitos amigos passam por ela e nos deixam saudade, mas também deixam a recordação de tudo que foi vivido, pois quando uma amizade é verdadeira ela fica para sempre na memória. É na amizade verdadeira que encontramos sinceridade, lealdade, afinidade, cumplicidade, simplicidade, fraternidade.

Anúncios

Sobre Gustavo Oliveira

22 anos, Publicitário, Mau-humorado, seco, sarcástico, cáustico, até brincalhão e simpático as vezes. Nem sempre.

Publicado em julho 19, 2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Me sinto assim com vc. Sua amizade tem me feito muito bem, espero retribuir isso sempre.

    Amo vc, Gu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: