Flor do Deserto…

No último sábado fui ao cinema, e assim como em ‘Toy Store’ fui assistir o filme sem grandes expectativa, mas a diferença foi que em Toy Store eu já conhecia as histórias anteriores e tinha uma pequena noção do que esperar, por ter lido a sinopse e visto o trailer do filme, já em Desert Flower (Flor do Deserto) eu não tinha a menor noção do que poderia encontrar., estava literalmente no escuro

Mais uma vez fui surpreendido, pois a história é fascinante e surpreendente. É um relato nu e cru da vida da ex-modelo Waries Dirie, é uma história envolvente que consegue emocionar como poucas produções atualmente vistas.

A história da garota filha de pais nômades, que fora circuncidada aos três anos de idade, que aos treze anos após ser vendida para um casamento com um sexagenário repulsivo foge de sua família, e que apesar de sua aparência fraca e magra, foi forte o suficiente para atravessar um deserto com pés nus, e enfrentar todas as dificuldades encontradas em sua jornada até chegar a capital da Somália de onde segue para Londres, lugar onde as dificuldades e humilhações não foram menores.

Superação é o traço mais marcante em Waris, uma pessoa que conseguiu quebrar obstáculos e mostrar seu valor, uma pessoa capaz de mostrar que perder a esperança não é a solução para os problemas.

Não vou me prolongar hoje neste post, pois quero que vocês tenham a oportunidade de assistir esse filme e tirar suas próprias conclusões, e continuar esboçando tudo que quero falar sobre a história aqui, vai tirar o prazer de vocês verem, em breve postarei tudo que absorvi do filme aqui com a esperança de vocês já tenham visto e se surpreendido assim como eu.

O filme foi feito baseado na auto-biografia homônima de Waris Dirie interpretado de forma  arrasadora pela atriz Liya Kebede, se optar por assistir, prepare-se para duas horas de representação de uma realidade que não parece ser tão chocante até ser vista de uma forma tão explicita em uma tela de cinema.

(Segue o trailer para quem quiser ver uma prévia)

Anúncios

Sobre Gustavo Oliveira

22 anos, Publicitário, Mau-humorado, seco, sarcástico, cáustico, até brincalhão e simpático as vezes. Nem sempre.

Publicado em julho 5, 2010, em #ficadica, Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: