Superação

‘Superação’

Podemos passar inúmeras dificuldades em nosso dia a dia, e ter de batalhar muito para alcançar certos objetivos e, ainda assim, morrermos na praia, porque por motivos adversos, mesmo quando alcançamos nossas metas, nunca estamos 100% satisfeitos com nossas conquistas, sempre queremos algo mais.

Podemos deixarmo-nos consumir pelo trabalho, e perder noites de sono por algo que as vezes nem vale a pena ou deixar de passar finais de semana com a família apenas por que temos extrema necessidade de conseguir recursos para mantermos uma vida digna, uma vida de ilusões em que precisamos ostentar nossas conquistas para sentir fazer parte de um grupo que mal sabe nosso valor.

Podemos assistir a injustiça bater à nossa porta e perceber, infelizmente, que em algumas ocasiões não há absolutamente nada a fazer.

Podemos chorar com o coração partido a perda da pessoa amada ou de um ente querido.

Podemos, por tanta coisa negativa que aconteça, julgarmos que tudo sempre dar errado conosco e maldizermos nossa sorte, afinal uma espinha no rosto no dia errado parece ser algo grandioso, e tudo não passa de pensamentos egoístas, pois as pessoas que realmente passam por dificuldades e precisam se superar usam desses obstáculos como um apoio para conseguir ver a vida com mais cor.

Devemos olhar mais a nossa volta e ver qual são as pessoas que realmente se superam, as que mesmo ao perderem tudo, conseguem reconstruir a força de viver no sonho de ser melhor a cada conquista e não se deixam abater com todas as adversidades que surgem no caminho, afinal viver é um desafio, uma superação diária, e cada dia que chega… é um que passa.

Deus não nos dá um fardo, maior do que aquilo que podemos carregar, portanto, nos dias que virão, quero ver de todos.

Cada um se conhecendo, olhando dentro de sí e sentindo, e pensando e querendo ser o maior, o melhor. Indo além da Imaginação, e ser o onisciente, onipotente.

Pois os dias, só nos ensinam a desenvolver nossas habilidades, tanto a dos ladrões do Senado, Plenário, Legislativo, quanto a habilidade de servir dos garçons, de pedir dos mendigos, de criar dos que têm imaginação…

Nós não nascemos andando, não nascemos falando, e o que não podemos em hipótese alguma é perdermos o ânimo, o espírito, e nossa capacidade de amar, de se superar e de viver!

Anúncios

Sobre Gustavo Oliveira

22 anos, Publicitário, Mau-humorado, seco, sarcástico, cáustico, até brincalhão e simpático as vezes. Nem sempre.

Publicado em maio 21, 2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: